Escolha uma Página

Artistas | Rubens Gerchman

anterior proximo

Trabalhos

Currículo

Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 1942 — São Paulo, 29 de janeiro de 2008.

Artista plástico brasileiro, ligado a tendências vanguardistas como a pop art e influenciado pela arte concreta e neoconcreta. O artista usou ícones de futebol, televisão e política em suas obras.

1942 – Nasce no Rio de Janeiro
1957 – Estuda desenho no Liceu de Artes e Ofícios do RJ
1962 – Cursa a Escola de Belas Artes no Rio de Janeiro Coletiva: Salão do Trabalho, Galeria das Folhas, SP
1963 – Coletiva: Três Artistas, C. Alto da Boa Vista, RJ
1964 – Individual: Mostra de desenhos e litografias, Gal. Vila Rica, RJ
1965 – Individual, Galeria Relevo, texto de Mario Pedrosa,RJ Coletiva: Opinião 65, Museu de Arte Moderna, RJ; La Figuration Narrative dans L´art Contemporaine, Gal. Europe e Gal. Creuse, Paris; VIII Bienal de SP, Brasil
1966 – Coletiva: Apresentação do happening PARE, Gal.G4; Opinião 66, MAMRJ; Exposição de Arte Contemporânea Brasileira, Museu de Arte Moderna, Buenos Aires, Argentina
1967 – Assina a Declaração de Princípios Básicos da Vanguarda Individual: Nova Objetividade, Museu de Arte Moderna, RJ; Gal. Art-Art de Ralph Camargo, SP Coletiva: IV Salão de Arte Moderna do Distrito Federal, Teatro Nacional de Brasília; Bienal Interamericana de Córdoba, Argentina; Bienal de Paris; Bienal de Tokyo
1968 – Membro fundador do Museu Imaginário Latino-Americano de Nova York Individual: Gal. Art-Art – Ralph Camargo, SP; mostra das primeiras obras conceituais, Gal. Jean Boghici, RJ Coletiva: Fashion Poetry Event, Centro de Relações Interamericanas; O Artista Brasileiro e a Iconografia de Massana Escola Superior de Desenho Industrial; Bandeiras e Estandartes – Domingo das Bandeiras na Pç. General Osório, RJ; II Salão Esso de Artistas Jovens, no Museu de Arte Moderna, RJ; I Feira de Arte, org. pela Ass. Intl. Artistas Plásticos nos jardins do MAMRJ
1969 – Coletiva: I Bienal de Artes plásticas, Salvador BA; Salão das Pinturas Americanas, Cali, Colômbia
1970 – Coletiva: 4x4, I Bienal de Medellín,Gal. Lerner-Heller, NY
1971 – Individual: Gal. Jack Misrachi, Nova York; Gal. Ralph Camargo, RJ; I Bienal De Artes Gráficas, Museu La Tertúlia, Cali
1972 – Retorna o Brasil em 1973.
Individual: Visão Ambiente, Feira de Arte de Nova York.; Postal da Meia Noite, Nottingham, Inglaterra; Arte no Brasil – Hoje. 50 Anos depois. Gal.
Coletiva; VI Arte Jovem Contemporânea, Museu de Arte Moderna, SP; Gal. Lerner-Heller, Nova York
1973 – Individual: Retrospectiva no MAM-RJ e MAM-SP; Gal. Ralph Camargo, São Paulo; Alguns Aspectos dos Desenhos Brasileiros, MAM SP
Coletiva: Panorama da Pintura Brasileira MASP; Exposição Brasileira, Feira Internacional de Bruxelas
1974 – Co-fundador e diretor da revista “Malazartes” Performance Por onde anda Malevich?, Gal. Luiz Buarque de Hollanda, RJ Individual: Retrospectiva, curadoria de Lina Bo Bardi, MASP, SP Coletiva: Perspectiva 74, no Museu de Arte Contemporânea da USP; Vanguarda Brasileña no CAYC, em Buenos Aires; Mostra Arte de Sistemas en América Latina, no Institute of Contemporary Art, Londres
1975 – Assume a direção do antigo Instituto de Belas Artes na Escola de Artes Visuais e o transforma na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, até mar/79. Produz em homenagem a seu pai o filme Mira, o Imigrante, (35 m)
1977 – Criação de azulejo na chopperia e piscina infantil, a convite de Lina Bo Bardi para o SESC Pompéia, SP
1980 – Recebe o prêmio de Desenho II Bienal Ibero Americano, México. Leciona na Universidade Autônoma no México. Recebe a bolsa Fundação John Simon Guggenheim, EUA. Individual: Mostra no Foro de L´arte Contemporanea, Cidade do México; Registro Policial, Galeria BB, RJ; Galeria Mônica Figueiras, SP e Nardin Gallery, Nova York
1981 – Recebeu do Governo do Estado do Rio de Janeiro, o prêmio “Golfinho de Ouro”- Personalidade do Ano, no Setor Artes Plásticas
1982 – Viaja para Berlim, onde vive como bolsista do DAAD (Deusche Akademischer Autauschdienst)
1984 – Coletiva: Chamada dos artistas contra a intervenção na América Central.
1985 – Prêmio em Nápoles, Itália, por cartazes produzidos para peça de Eduardo Felipo. Individual: Clara Manhã, texto de Armando Freitas Filho, Galeria Klabin, RJ; Petit Galerie, RJ
1986 – Individual: Galeria Montessanti, SP; mostra de pinturas, Galeria Jean Boghici; Galeria Maurício Leite Barbosa, RJ , Coletiva: Art Curial Gallery, c/ J. Soto, Botero e A. Diez
1988 – Individual: Galeria Toulose e Galeria Cândido Mendes no RJ; The Latin American Spirit, Bronx Museum, Nova York. Coletiva: Bola de Cristal, Paço Imperial, RJ; Arte e Artistas nos Estados Unidos 1920-1970 (itinerante)
1989 – Coletiva: Arte no Brasil, SESC Pompéia e no Palais Gotemborg Museum, Copenhagem, Dinamarca; Arco – Feira de Arte Contemporânea, Madri, Espanha; A Modernidade, Museu de Arte Moderna de Ville de Paris
1990 – Coletiva: Galeria 1900-2000, Paris, França; Galeria Fernando Milan, SP; Galeria Performance, Brasília, DF
1991 – Individual: Galeria Von Mourik, Roterdã, Holanda; Galeria Nine, Amsterdã, Holanda. Coletiva: XXI Bienal de São Paulo, com instalação pictorial do painel Clorofila e; FIART, Galeria Toulose, Bogotá, Colômbia
1992 – Individual: Galeria Garcez Velázquez, Bogotá, Colômbia; Mitologia Urbana, Galeria Sin Limite, San Cristóbal, Venezuela; Instalação pictorial circular (25x5m) do painel Chlorophyla/ Clorofila, Centro Cultural Banco do Brasil, RJ; Cláudio Valansi Galeria de Arte, Caracas, Venezuela e; Ambrosino Gallery, Miami, Estados Unidos. Coletiva: FIART Bogotá, Colômbia.
1993 – Individual: Américas, Galeria Nova York; Gerações, Museu da República, RJ; Mostra, Gal. Nara Roesler, SP Lançamento do livro Doublé Identity de litografias,textos de Armando Freitas Filho,
1994 – Lança livro “LUTE” no Museu Nacional de Belas Artes, RJ Individual: Cidade do Gerchman, Gal. Nara Roesler, SP
1995 – Individual: Meia Dúzia Urbs, Paço Imperial, RJ; Doublé Identidad, Casa das Américas, Madri, Espanha; Arco – Galeria Realidade.
1996 – Individual: Pinturas e objetos tridimensionais, Forma S.A. Móveis e Objetos de Arte; Pinturas, Galeria Toulose; Pequenos Formatos, Galeria Forma, RJ Coletiva: Black and White, Galeria de Arte, RJ
1997 – Individual: Multi Gerchman Galeria Forma, SP; Fundação do Engenheiro de Osasco, Arte Contemporânea, SP Coletiva: I Bienal do Mercosul, Porto Alegre; Estética do Futebol – Sala do Banco Real, SP e Museu de Belas Artes, RJ; Uma visão da obra de RG, Museu de Arte de Ribeirão Preto, MARP, SP.
1999 – Coletiva: The Millennium Art of Thrac Americas, Washington
2000 – Individual: Pinturas e Jóias, Galeria Jean Boghici Coletiva: coleção de João Satamini, MAC – Niterói
2001 – Individual: Caixa de Fumaça, no CCBB, RJ
2002 – Individual: “Caixa de Fumaça” no Museu de Arte Moderna, BA, e publicação do livro Caixa de Fumaça; Four Decades, Latin Collector, Nova York
2003 – Coletiva: Arte e Sociedade, cur. de Aracy Amaral, Itaú Cultural; Múltiplos Brasileiros – trinta anos depois, na Galeria de Arte Múltipla de Arte, SP
2004 – Individual: Mostra Renot Galeria de Arte, São Paulo; Jardim das Esculturas – Shopping Paulista, Galeria Murilo Castro, Belo Horizonte, MG Coletiva: “Mala dos 450 anos”, cur. Radha Abramo. SESC-SP; O Preço da Sedução – do Espartilho ao Silicone, Itaú Cultural. SP
2005 – Coletiva: Leituras Urbanos, cur. de Fábio Guimarães. Espaço Cultural Citibank; Arte Brasileira. Col.MAB-FAAP. Brasília.
2006 – Individual: Mostra Galeria Renot Antiques, Shopping Center Iguatemi, SP Coletiva: Os Onze, Embaixada de Berlim, Alemanha e MUBE, SP
2007 – Individual: Galeria Multiarte “Rubens Gerchman – Pinturas e Objetos” – Fortaleza; Obra Gráfica,Escola Panamericana de Arte, SP Coletiva: Filmes de Artista – Brasil 1965 -80, Espaço Oi, Futuro, RJ; Los Once – Futebol y Arte, Centro Cult. Estación Mapocho, Santiago, Chile; 5th Uiwang Intl. Placard Art Festival, Uiwang City, Kyunggido, Rep. Da Coréia; FLIP, Feira Literária Internacional de Paraty, RJ; Anos 70 – Arte como Questão, curadoria Glória Ferreira, Tomie Ohtake, SP
2008 – Falecimento do artista
2009 – Participação da coleção particular da Família Gerchman na Exposição Brasil Brasileiro, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Participação da coleção particular da Família Gerchman na Exposição After School – A experiência Pictórica Brasileira na II Bienal de Brasília, em São Paulo, Belém do Pará e Brasília.
2010 – Produção e supervisão do livro “Rubens Gerchman 50 anos de trajetória”, Editora Silvia Roesler. Participação de obras do Acervo da Família Gerchman na “Exposição Tropicália, Kunsthalle”, em Viena (Áustria). Colaboração para catálogo da “Exposição Tropicália, Kunsthalle”, em Viena. Realização da exposição “Golaço! Gerchman e o Futebol!” de Rubens Gerchman, no espaço BM&F Bovespa, em São Paulo. Participação de obras do Acervo do Instituto Rubens Gerchman na “Exposição Onze- Futebol e Arte África 2010 x Brasil 2014”, em Johannesburgo (África do Sul). Colaboração para catálogo da “Exposição Onze- Futebol e Arte África 2010 x Brasil 2014” Participação de obras do Acervo do Instituto Rubens Gerchman na “Exposição Onze- Futebol e Arte Brasil 2014”, em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Pesquisa para a elaboração da retrospectiva dos 50 anos da trajetória de Rubens Gerchman.
2011 – Instituto Rubens Gerchman realiza a exposição de gravuras “Os últimos anos”, na Caixa Econômica Federal, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Participação de obras do Acervo do Instituto Rubens Gerchman na Exposição Brasil Brasileiro, no Museu de Belas Artes se Santiago no Chile. Participação de obras do Acervo do Instituto Rubens Gerchman na Exposição da coleção permanente do SESC bom Retiro em São Paulo. O instituto Rubens Gerchman em parceria com a G-11 ganha o primeiro Prêmio Pro Cultura pela FUNARTE para catalogação, conservação e difusão de Acervo de Artista.
2012 – Participação de obras do Acervo do Instituto Rubens Gerchman na Exposição itinerante “ America do sul Pop” na Fundação Proa em Buenos Aires e Museo Oscar Niemeyer em Curitiba. O Instituto Rubens Gerchman realiza a exposição “Rubens Gerchman – O garimpeiro do asfalto”, curadoria de Marco Antonio Teobaldo, no SESC Duque de Caxias, RJ.
2014 – Realização da exposição Rubens Gerchman: com a demissão no bolso, na Casa Daros no Rio de Janeiro.

anterior proximo

Pin It on Pinterest

Share This