Escolha uma Página

Artistas | Sergio Porto

anterior proximo

Trabalhos

Currículo

Nasceu no Rio de Janeiro em 1946.
Estudou na Universidade de Brasília de 1967 a 1970, no instituto Central de Artes/ Arquitetura.

 

Exposições Individuais

1973 – Realiza exposição individual na Galeria Ipanema, RJ
1996 – Realiza a exposição individual no Solar Grandjean de Montigny – PUC, RJ
2000 – Participa da exposição “Situações: Arte Brasileira – Anos 70” na Casa França Brasil, RJ
2007 – Participa da exposição no Instituto Tomie Ohtake – São Paulo “Anos 70 – Arte como Questão”. Curadoria: Gloria Ferreira
2008 – Participa da exposição no MAM-SP “Panorama dos Panoramas”. Curadoria: Ricardo Resende
2010 – Participa da exposição “Brasília Síntese das Artes”. Curadoria: Denise Mattar

 

Exposições Coletivas

1970 – XIX Salão Nacional de Arte Moderna, RJ
1971 – III Salão de Verão – MAM, RJ
1972 – “Arte/Brasil/Hoje: 50 anos depois” na Galeria Collectio, São Paulo
1972 – “O Rosto e a Obra”. Galeria Grupo B – RJ
1973 – Participa do XXII Salão Nacional de Arte Moderna, RJ
1973 – Bienal Americana de Artes Gráficas – Cali/Colômbia
1973 – Bienal de São Paulo
1975 – “Panorama da Arte Atual Brasileira”, Museu de Arte Moderna de São Paulo
1976 –XXXVII Bienal de Veneza (representação brasileira)
1991 a 1996 – Participa das exposições: Verso e Reverso do Rio – MAM/RJ, Coletiva na Galeria Saramenha, RJ e Coletiva no Paço Imperial, RJ
1998 – “Novas Aquisições – Coleção Gilberto Chateubriand” – MAM, RJ
2000 – “Situações: Arte Brasileira – Anos 70” na Casa França Brasil, RJ
2007 – “Anos 70 – Arte como Questão”, Instituto Tomie Ohtake – São Paulo / Curadoria: Gloria Ferreira
2008 – “Panorama dos Panoramas”, MAM-SP / Curadoria: Ricardo Resende
2010 – “Brasília Síntese das Artes”, Brasília / Curadoria: Denise Mattar

 

Prêmios 

 1972 – Recebe o Prêmio de Viagem à Europa do IV Salão de Verão – MAM, RJ
1972 – Prêmio de Pesquisa na II Pré-Bienal de São Paulo
1975 – Recebe o Prêmio de Objeto no Panorama de Arte Atual Brasileira – MAM, SP
1998 – Recebe Bolsa de Artes Visuais da RIOARTE – Prefeitura do Rio de Janeiro

 

Acervo

Desvio para o vermelho: Impregnação, Entorno, Desvio 1967 – 1984 (Inhotim)
Desvio para o Vermelho é um de seus trabalhos mais complexos e ambiciosos concebido em 1967, montado em diferentes versões desde 1984 e exibido em Inhotim em caráter permanente desde 2006. Formado por três ambientes articulados entre si, no primeiro deles (Impregnação) nos deparamos com uma exaustiva coleção monocromática de móveis, objetos e obras de arte em diferentes tons, reunidos de maneira plausível mas improvável por alguma idiossincrasia doméstica. Nos ambientes seguintes, Entorno e Desvio, têm lugar o que o artista chama de explicações anedóticas para o mesmo fenômeno da primeira sala, em que a cor satura a matéria, se transformando em matéria. Aberta a uma série de simbolismos e metáforas, desde a violência do sangue até conotações ideológicas, o que interessa ao artista nesta obra é oferecer uma sequência de impactos sensoriais e psicológicos ao espectador: uma série de falsas lógicas que nos devolvem sempre a um mesmo ponto de partida.

anterior proximo

Pin It on Pinterest

Share This