Escolha uma Página

Artistas | Sued

anterior proximo

Trabalhos

Currículo

Nasceu em 1925 no Rio de Janeiro – RJ. Pintor, gravador, ilustrador, desenhista, vitralista e professor.
Gradua-se na Escola Nacional de Engenharia do Rio de Janeiro, em 1948. No ano seguinte estuda desenho e pintura com Henrique Boese (1897 – 1982). Entre 1950 e 1951, trabalha como desenhista no escritório do arquiteto Oscar Niemeyer (1907). Em 1951, viaja para Paris, onde freqüenta as academias La Grande Chaumière e Julian. Em sua estada na capital francesa entra em contato com as obras de Pablo Picasso (1881 – 1973), Joán Miró (1893 – 1983), Henri Matisse (1869 – 1954) e Georges Braque (1882 – 1963). Retorna ao Rio de Janeiro em 1953 e freqüenta o ateliê de Iberê Camargo (1914 – 1994) para estudar gravura em metal tornando-se mais tarde, seu assistente. Leciona desenho e pintura na Escolinha de Arte do Brasil, em 1956 e, no ano seguinte, transfere-se para São Paulo, onde ministra aulas de desenho, pintura e gravura, na Fundação Armando Álvares Penteado – Faap, de 1958 a 1963. Em 1964, volta a morar no Rio de Janeiro e publica o álbum de águas-fortes 25 Gravuras. O artista não se vincula a nenhum movimento mantendo-se alheio aos debates da época. Sua carreira teve uma breve etapa pautada no figurativismo, mas logo se encaminha para abstração geométrica. Nos anos de 1970, aproxima-se das vertentes construtivas, desenvolvendo sua obra a partir da reflexão acerca de Piet Mondrian (1872 – 1944) e da Bauhaus. Entre 1974 e 1980, ministra aulas de gravura em metal no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM/RJ.

 

Exposições Individuais

1968 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Bonino
1970 – Rio de Janeiro RJ – Eduardo Sued: pintura e colagem, na Prisma Galeria de Arte
1974 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Luiz Buarque de Holanda e Paulo Bittencourt
1982 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no Espaço ABC/Funarte, no MAM/RJ
1982 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Luisa Strina
1983 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Thomas Cohn
1984 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1986 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Thomas Cohn
1987 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Thomas Cohn
1989 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Luisa Strina
1990 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na GB-Arte
1992 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no Paço Imperial
1993 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1994 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no MNBA. Galeria do Século XXI
1995 – Curitiba PR – Individual, na Casa da Imagem
1997 – Rio de Janeiro RJ – Individual, Atelier Finep, no Paço Imperial
1998 – Rio de Janeiro RJ – Eduardo Sued: pinturas 1980-1998, no Centro de Arte Hélio Oiticica
1999 – Rio de Janeiro RJ – A Gravura e Desenhos, no Museu da Chácara do Céu
1999 – Rio de Janeiro RJ – Eduardo Sued: colagens, na Galeria Paulo Fernandes
1999 – São Paulo SP – Eduardo Sued: pinturas, instalação, colagens, na Galeria São Paulo
2000 – Rio de Janeiro RJ – Eduardo Sued: pequeno formato, pinturas, na Galeria Objetos Diretos
2003 – São Paulo SP – Individual, na Marília Razuk Galeria de Arte
2004 – Rio de Janeiro RJ – A Experiência da Pintura, no CCBB
2005 – São Paulo SP – Individual, na Marília Razuk Galeria de Arte

 

Exposições Coletivas

1953 – Paris (França) – Salon des Travaux Publics, na Galerie Metro Beaux-Arts
1958 – São Paulo SP – Coletiva de Gravuras com Grassman, Gruber e Darel
1962 – São Paulo SP – Marcelo Grassmann, Eduardo Sued, Oswaldo Goeldi e Darel, na Galeria Residência
1964 – Rio de Janeiro RJ – Coletiva, na Petite Galerie
1967 – Rio de Janeiro RJ – 3ª O Rosto e a Obra, na Galeria Ibeu Copacabana
1968 – Brasília DF – Gravura Brasileira, na Galeria Encontro
1970 – Cracóvia (Polônia) – 3ª Bienal Internacional de Gravura
1970 – Rio de Janeiro RJ – Coletiva, na Galeria Delaparra
1970 – Rio de Janeiro RJ – Coletiva, na Galeria Espaço
1970 – San Juan (Puerto Rico) – Bienal de San Juan del Grabado Latinoamericana y del Caribe
1971 – Biella (Itália) – Prêmio Internacional de Gravura
1971 – Helsinque (Finlândia) – Mostra de Gravura Brasileira, na Galeria Pinx
1971 – São Paulo SP – Coletiva, na Galeria da Collectio
1972 – São Paulo SP – Arte/Brasil/Hoje: 50 anos depois, na Galeria da Collectio
1973 – Rio de Janeiro RJ – Quatro Gravadores Brasileiros, na Galeria Grupo B
1973 – Roma (Itália) – Gráfica Brasileira Hoje, na Galeria Casa do Brasil
1975 – Rio de Janeiro RJ – Arte Brasileira, no MAM/RJ
1976 – Buenos Aires (Argentina) – 20 Artistas Brasileiros, no Centro de Arte y Comunicación
1978 – Caracas (Venezuela) – Quatro Artistas Brasileiros, na Fundación Eugenio Mendonza
1978 – Rio de Janeiro RJ – 3ª Arte Agora: América Latina, geometria sensível, no MAM/RJ
1981 – Porto Alegre RS – Artistas Brasileiros dos Anos 60 e 70 na Coleção Rubem Knijnik, no Espaço NO Galeria Chaves
1981 – São Paulo SP – 16ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1981 – São Paulo SP – Artistas Contemporâneos Brasileiros, na Galeria de Arte São Paulo
1982 – Lisboa (Portugal) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
1982 – Londres (Inglaterra) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Barbican Art Gallery
1983 – Rio de Janeiro RJ – 13 Artistas/13 Obras, na Thomas Cohn Arte Contemporânea
1983 – São Paulo SP – Imaginar o Presente, na Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1984 – Niterói RJ – Coletiva, na Galeria de Arte UFF
1984 – Rio de Janeiro RJ – Coletiva, na Galeria Thomas Cohn
1984 – Rio de Janeiro RJ – Doações Recentes 82-84, no MNBA
1984 – Rio de Janeiro RJ – Pintura Brasileira Atuante, no Espaço Petrobras
1984 – São Paulo SP – Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
1984 – São Paulo SP – Victor Grippo, Hércules Barsotti, Marco do Valle, Eduardo Sued, Carlos Fajardo, no Gabinete de Arte
1984 – Veneza (Itália) – 41ª Bienal de Veneza
1985 – Porto Alegre RS – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Margs
1985 – Rio de Janeiro RJ – Encontros, na Petite Galerie
1985 – São Paulo SP – Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, no MAM/SP
1986 – Brasília DF – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Teatro Nacional Cláudio Santoro
1986 – Fortaleza CE – Coletiva, na Arte Galeria
1986 – Niterói RJ – A Ordem em Questão, na Galeria de Artes UFF
1986 – Porto Alegre RS – Coleção Rubem Knijnik: arte brasileira anos 60/70/80, no Margs
1986 – Rio de Janeiro RJ – Coletiva, na Petite Galerie
1986 – Rio de Janeiro RJ – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no MAM/RJ
1986 – São Paulo SP – Coletiva, na Galeria Luisa Strina
1986 – São Paulo SP – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Masp
1987 – São Paulo SP – 19ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1989 – Rio de Janeiro RJ – Geometria sem Manifesto, no Gabinete de Arte Cleide Wanderley
1989 – Rio de Janeiro RJ – Rio Hoje, no MAM/RJ
1989 – São Paulo SP – 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1989 – São Paulo SP – Gesto e Estrutura, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1990 – Atami (Japão) – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 – Brasília DF – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 – Rio de Janeiro RJ – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 – São Paulo SP – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea, na Fundação Brasil-Japão
1990 – Sapporo (Japão) – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 – Tóquio (Japão) – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1992 – Niterói RJ – Galeria de Arte UFF: 10 anos, na Galeria de Arte UFF
1992 – Rio de Janeiro RJ – 1ª A Caminho de Niterói: Coleção João Sattamini, no Paço Imperial
1992 – São Paulo SP – Anos 60/70: Coleção Gilberto Chateubriand/Museu de Arte Moderna-RJ, na Galeria de Arte do Sesi
1992 – São Paulo SP – Coletiva, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1994 – Poços de Caldas MG – Coleção Unibanco: exposição comemorativa dos 70 anos do Unibanco, na Casa da Cultura
1994 – Rio de Janeiro RJ – Precisão, no CCBB
1994 – São Paulo SP – Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
1995 – Rio de Janeiro RJ – Coleção Unibanco: exposição comemorativa dos 70 anos do Unibanco, no MAM/RJ
1995 – Rio de Janeiro RJ – Desafios Contemporâneos, na P. A. Objetos de Arte
1995 – Rio de Janeiro RJ – Salão Preto e Branco, no MNBA
1995 – Rio de Janeiro RJ – Uma Poética da Reflexão, no MNBA
1995 – São Paulo SP – Morandi no Brasil, no CCSP
1996 – Niterói RJ – Arte Contemporânea Brasileira na Coleção João Sattamini, no MAC/Niterói
1996 – Rio de Janeiro RJ – Geometria-Rio, no Paço Imperial
1997 – Rio de Janeiro RJ – Prêmio Johnnie Walker, no MNBA. Sala Século XXI – premiado
1998 – Londrina PR – Arte Brasileira, na UEL
1998 – São Paulo SP – Destaques da Coleção Unibanco, no Instituto Moreira Salles
1998 – São Paulo SP – O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM/RJ, no Masp
1998 – São Paulo SP – Os Colecionadores – Guita e José Mindlin: matrizes e gravuras, na Galeria de Arte do Sesi
1999 – Niterói RJ – Mostra Rio Gravura. Acervo Banerj, no Museu do Ingá
1999 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Rio Gravura. Coleção Guita e José Mindlin, no Espaço Cultural dos Correios
1999 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Rio Gravura. Gravura Moderna Brasileira: Acervo Museu Nacional de Belas Artes, no MNBA
1999 – Rio de Janeiro RJ – Volpi e Sued, na Galeria de Arte Ipanema
2000 – Niterói RJ – Pinturas na Coleção João Sattamini, no MAC/Niterói
2000 – São Paulo SP – Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
2000 – São Paulo SP – Investigações. A Gravura Brasileira, no Itaú Cultural
2001 – Brasília DF – Investigações. A Gravura Brasileira, na Galeria Itaú Cultural
2001 – Penápolis SP – Investigações. A Gravura Brasileira, na Galeria Itaú Cultural
2001 – Porto Alegre RS – Coleção Liba e Rubem Knijnik: arte brasileira contemporânea, no Margs
2001 – Rio de Janeiro RJ – A Imagem do Som de Antônio Carlos Jobim, no Paço Imperial
2001 – Rio de Janeiro RJ – Aquarela Brasileira, no Centro Cultural Light
2001 – Rio de Janeiro RJ – O Espírito de Nossa Época,no MAM/RJ
2001 – São Paulo SP – O Espírito de Nossa Época, no MAM/SP
2002 – Niterói RJ – Diálogo, Antagonismo e Replicação na Coleção Sattamini, no MAC/Niterói
2002 – Passo Fundo RS – Gravuras: Coleção Paulo Dalacorte, no Museu de Artes Visuais Ruth Schneider
2002 – Porto Alegre RS – Gravuras: Coleção Paulo Dalacorte, no Museu do Trabalho
2002 – Rio de Janeiro RJ – A Imagem do Som do Rock Pop Brasil, no Paço Imperial
2002 – Rio de Janeiro RJ – Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
2002 – São Paulo SP – 10 Anos Marília Razuk, na Marília Razuk Galeria de Arte
2002 – São Paulo SP – 28 (+) Pintura, no Espaço Virgílio
2002 – São Paulo SP – Geométricos e Cinéticos, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
2002 – São Paulo SP – Mapa do Agora: arte brasileira recente na Coleção João Sattamini do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no Instituto Tomie Ohtake
2003 – Rio de Janeiro RJ – Projeto Brazilianart, na Almacén Galeria de Arte
2004 – Rio de Janeiro RJ – 30 Artistas, no Mercedes Viegas Escritório de Arte

anterior proximo

Pin It on Pinterest

Share This