Escolha uma Página

Artistas | Carlos Vergara

anterior proximo

Trabalhos

Currículo

Nasceu em Santa Maria – RS, em 1941. Gravador, fotógrafo e pintor. Na década de 1950, Carlos Augusto Caminha Vergara dos Santos transfere-se para o Rio de Janeiro, e, paralelamente à atividade de analista de laboratório, dedica-se ao artesanato de jóias, que são expostas na 7ª Bienal Internacional de São Paulo em 1963. Nesse mesmo ano, volta-se para o desenho e a pintura, realizando estudos com Iberê Camargo (1914 – 1994). Participa das mostras Opinião 65 e 66, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM/RJ. Em 1967, é um dos organizadores da mostra Nova Objetividade Brasileira, que procura fazer um balanço da vanguarda brasileira. Atua ainda como cenógrafo e figurinista de peças teatrais. Nesse período, produz pinturas figurativas, que revelam afinidades com o expressionismo e a arte pop. Durante a década de 1970, utiliza a fotografia e filmes Super-8 para estabelecer reflexões sobre a realidade. O carnaval

passa a ser também objeto de sua pesquisa. Atua ainda em colaboração com arquitetos, realizando painéis para diversos edifícios, empregando materiais e técnicas do artesanato popular. Em 1972, publica o caderno de desenhos Texto em Branco, pela editora Nova Fronteira. Durante os anos 1980, volta à pintura, produzindo quadros abstratos geométricos, nos quais explora, principalmente, tramas de losangos que determinam campos cromáticos. Desde o fim dos anos 1980, emprega pigmentos naturais e minérios, com os quais produz a base para trabalhos em superfícies diversas. Em 1997, realiza a série Monotipias do Pantanal, na qual explora o contato direto com o meio natural, transferindo para a tela texturas de pedras ou folhas, entre outros procedimentos.

 

Exposições Individuais

 

1966 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Fátima Arquitetura
1966 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no MAM/RJ
1967 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Petite Galerie
1968 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Art Art
1969 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Petite Galerie
1972 – Paris (França) – Individual, na Air France
1972 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no MAM/RJ
1973 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Paulo Bittencourt e Luiz Buarque de Holanda
1975 – Rio de Janeiro RJ – Individual com trabalhos da Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria Maison de France
1978 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Petite Galerie
1978 – São Paulo SP – Carlos Vergara: desenho, pinturas, fotografias, na Galeria Arte Global
1980 – Rio de Janeiro RJ – Anotações sobre o Carnaval, na Galeria Hotel Méridien
1981 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Monica Filgueiras
1983 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Thomas Cohn
1983 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1984 – Londres (Inglaterra) – Individual, na Brazilian Centre Gallery
1984 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1985 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1987 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1988 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Thomas Cohn
1989 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1990 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria de Arte Ipanema
1990 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no Paço Imperial
1991 – Belo Horizonte MG – Individual, no Itaú Cultural
1991 – Belo Horizonte MG – Individual, no Palácio das Artes
1991 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1992 – Lisboa (Portugal) – Obras Recentes 1989-1991, no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian
1992 – São Paulo SP – Individual, na Capela do Morumbi
1993 – Antuérpia (Bélgica) – Individual, na Galeria Francis Van Hoof
1993 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Goudar
1993 – Rio de Janeiro RJ – Individual, no CCBB
1993 – São Paulo SP – Carlos Vergara, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1994 – São Paulo SP – Individual, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1995 – Paris (França) – Individual, na Galeria Debret
1995 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Galeria Paulo Fernandes
1997 – Rio de Janeiro RJ – Carlos Vergara: gravuras, na Fundação Castro Maia
1997 – São Paulo SP – Monotipias do Pantanal e Pinturas Recentes, no MAM/SP
1998 – Rio de Janeiro RJ – Carlos Vergara: trabalhos sobre papel, na GB Arte
1998 – Rio de Janeiro RJ – Os Viajantes, no Paço Imperial
1999 – São Paulo SP – Carlos Vergara 89/99, na Pinacoteca do Estado
2001 – Rio de Janeiro RJ – Individual, na Silvia Cintra Galeria de Arte
2001 – São Paulo SP – Individual, na Galeria Nara Roesler
2003 – Porto Alegre RS – Carlos Vergara Viajante: obras de 1965 a 2003, no Santander Cultural
2003 – São Paulo SP – Carlos Vergara Viajante: obras de 1965 a 2003, no Instituto Tomie Ohtake
2003 – Vila Velha ES – Individual, no Museu Vale do Rio Doce
2004 – São Paulo SP – Carlos Vergara, na Monica Filgueiras Galeria de Arte

 

Exposições Coletivas

 

1963 – Lima (Peru) – Pintura Latinoamericana, no Instituto de Arte Contemporâneo
1963 – São Paulo SP – 7ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1965 – Paris (França) – Salon de La Jeune Peinture, no Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris
1965 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 65, no MAM/RJ
1965 – Rio de Janeiro RJ – 14º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
1965 – São Paulo SP – 2ª Exposição do Jovem Desenho Nacional, no MAC/USP
1965 – São Paulo SP – Propostas 65, na Faap
1966 – Belo Horizonte MG – Vanguarda Brasileira, na UFMG. Reitoria
1966 – Lima (Peru) – Pintura Latino-Americana
1966 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 66, no MAM/RJ
1966 – Rio de Janeiro RJ – Pare, na Galeria G4
1966 – Rio de Janeiro RJ – 1º Salão de Abril, no MAM/RJ
1966 – Rio de Janeiro RJ – 15º Salão Nacional de Arte Moderna
1966 – Salvador BA – 1ª Bienal Nacional de Artes Plásticas
1966 – São Paulo SP – 8 Artistas, no Atrium
1967 – Belo Horizonte MG – 22º Salão de Belas Artes da Cidade de Belo Horizonte, no MAP
1967 – Petrópolis RJ – 1º Salão Nacional de Pintura Jovem, no Hotel Quitandinha
1967 – Rio de Janeiro RJ – Nova Objetividade Brasileira, no MAM/RJ
1967 – Rio de Janeiro RJ – 3º O Rosto e a Obra, na Galeria Ibeu Copacabana
1967 – Rio de Janeiro RJ – Salão das Caixas, na Petite Galerie – prêmio O.C.A.
1967 – Rio de Janeiro RJ – 16º Salão Nacional de Arte Moderna
1967 – São Paulo SP – 9ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal – prêmio aquisição
1968 – Rio de Janeiro RJ – 17º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
1968 – Rio de Janeiro RJ – 6º Resumo de Arte JB, no MAM/RJ – Prêmio Resumo JB de Objeto
1968 – Rio de Janeiro RJ – Bandeiras na Praça, na Praça General Osório
1968 – Rio de Janeiro RJ – 1ª Feira de Arte do Rio de Janeiro, no MAM/RJ
1968 – Rio de Janeiro RJ – O Artista Brasileiro e a Iconografia de Massa, na Esdi
1968 – Rio de Janeiro RJ – O Rosto e a Obra, na Galeria Ibeu Copacabana
1969 – Rio de Janeiro RJ – 18º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ – prêmio isenção de júri
1969 – Rio de Janeiro RJ – Salão da Bússola, no MAM/RJ
1970 – Belo Horizonte MG – Objeto e Participação, no Palácio das Artes
1970 – Medellín (Colômbia) – 2ª Bienal de Arte Medellín, no Museo de Antioquia
1970 – Rio de Janeiro RJ – 19º Salão Nacional de Arte Moderna, no MAM/RJ
1970 – Rio de Janeiro RJ – 8º Resumo de Arte JB, no MAM/RJ – Prêmio Resumo JB de Desenho
1970 – Rio de Janeiro RJ – Pintura Contemporânea Brasileira, no MAM/RJ
1970 – São Paulo SP – 2º Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP
1971 – Rio de Janeiro RJ – 9ª Premiação do IAB/RJ
1971 – Rio de Janeiro RJ – Exposição de Múltiplos, na Petite Galeria
1972 – Rio de Janeiro RJ – 10ª Premiação do IAB/RJ
1972 – Rio de Janeiro RJ – Domingos de Criação, no MAM/RJ
1972 – Rio de Janeiro RJ – Exposição, no MAM/RJ
1972 – São Paulo SP – Arte/Brasil/Hoje: 50 anos depois, na Galeria da Collectio
1973 – Rio de Janeiro RJ – Indagação sobre a Natureza: significado e função da obra de arte, na Galeria Ibeu Copacabana
1973 – São Paulo SP – Expo-Projeção 73, no Espaço Grife
1974 – Campinas SP – 9º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, no MACC
1975 – Campinas SP – (Arte), no MACC
1975 – Campinas SP – Waltercio Caldas, Rubens Gerchman, Carlos Vergara, José Resende, no MACC
1975 – Rio de Janeiro RJ – A Comunicação segundo os Artistas Plásticos, na Rede Globo
1975 – Rio de Janeiro RJ – Mostra de Arte Experimental de Filmes Super-8, Audiovisual e Video Tape, na Galeria Maison de France
1976 – Salvador BA – Arte Brasileira dos Anos 60/70 na Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/BA
1977 – Brasília DF – Arte Brasileira dos Anos 60/70 na Coleção Gilberto Chateaubriand, na Fundação Cultural do Distrito Federal
1977 – Recife PE – Arte Brasileira dos Anos 60/70 na Coleção Gilberto Chateaubriand, no Casarão de João Alfredo
1978 – São Paulo SP – O Objeto na Arte: Brasil anos 60, no MAB/Faap
1980 – Milão (Itália) – Quasi Cinema, no Centro Internazionale di Brera
1980 – Veneza (Itália) – 40ª Bienal de Veneza
1981 – Rio de Janeiro RJ – Do Moderno ao Contemporâneo: Coleção Gilberto, no MAM/RJ
1981 – Rio de Janeiro RJ – Universo do Carnaval: imagens e reflexões, na Acervo Galeria de Arte
1982 – Lisboa (Portugal) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
1982 – Lisboa (Portugal) – Do Moderno ao Contemporâneo: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Fundação Calouste Gulbenkian
1982 – Londres (Reino Unido) – Brasil 60 Anos de Arte Moderna: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Barbican Art Gallery
1982 – Rio de Janeiro RJ – Contemporaneidade: homenagem a Mário Pedrosa, no MAM/RJ
1983 – Rio de Janeiro RJ – 13 Artistas/13 Obras, na Galeria Thomas Cohn
1983 – Rio de Janeiro RJ – 3 x 4 Grandes Formatos, no Centro Empresarial Rio
1983 – Rio de Janeiro RJ – A Flor da Pele: pintura e prazer, no Centro Empresarial Rio
1983 – Rio de Janeiro RJ – Auto-Retratos Brasileiros, na Galeria de Arte Banerj
1983 – São Paulo SP – Imaginar o Presente, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1984 – Londres (Inglaterra) – Portraits of a Country: brazilian modern art from the Gilberto Chateaubriand Collection, na Barbican Art Gallery
1984 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Dias, Carlos Vergara, Roberto Magalhães e Rubens Gerchman, na Galeria do Centro Empresarial Rio
1984 – São Paulo SP – Coleção Gilberto Chateaubriand: retrato e auto-retrato da arte brasileira, no MAM/SP
1984 – São Paulo SP – Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal
1985 – Brasília DF – Brasilidade e Independência, no Teatro Nacional de Brasília/Fundação Cultural de Brasília
1985 – Porto Alegre RS – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Margs
1985 – Rio de Janeiro RJ – Ciclo de Exposições sobre Arte no Rio de Janeiro/Opinião 65, na Galeria de Arte Banerj
1985 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 65, Galeria de Arte Banerj
1985 – São Paulo SP – 18ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1985 – São Paulo SP – Arte Novos Meios/Multimeios: Brasil 70/80, no MAB/SP
1985 – São Paulo SP – Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, no MAM/SP
1986 – Brasília DF – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Teatro Nacional de Brasília
1986 – Rio de Janeiro RJ – 1ª Mostra Christian Dior de Arte Contemporânea: pintura, no Paço Imperial
1986 – Rio de Janeiro RJ – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no MAM/RJ
1986 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Christian Dior de Arte Contemporânea: pintura, no Paço Imperial
1986 – São Paulo SP – Coletiva, no Gabinete de Arte Raquel Arnaud
1986 – São Paulo SP – Iberê Camargo: trajetória e encontros, no Masp
1987 – Rio de Janeiro RJ – Ao Colecionador: homenagem a Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
1987 – Rio de Janeiro RJ – Nova Figuração Rio/Buenos Aires, na Galeria do Instituto Cultural Brasil-Argentina
1988 – Rio de Janeiro RJ – O Eterno é Efêmero, na Petite Galerie
1988 – São Paulo SP – 63/66 Figura e Objeto, na Galeria Millan
1989 – São Paulo SP – 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal
1989 – São Paulo SP – Pintura Brasil Século XIX e XX: obras do acervo Banco Itaú, na Itaugaleria
1990 – Brasília DF – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte
1990 – Rio de Janeiro RJ – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 – São Paulo SP – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea, na Fundação Brasil-Japão
1990 – Tóquio (Japão) – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 – Atami (Japão) – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea
1990 – Sapporo (Japão) – 9ª Exposição Brasil-Japão de Arte Contemporânea, na Fundação Brasil-Japão
1991 – Curitiba PR – 48º Salão Paranaense, no MAC/PR
1991 – Rio de Janeiro RJ – Imagem sobre Imagem, no Espaço Cultural Sérgio Porto
1992 – Paris (França) – Diversité Latino Americaine, na Galerie 1900/2000
1992 – Rio de Janeiro RJ – 1º A Caminho de Niterói: Coleção João Sattamini, no Paço Imperial
1992 – Rio de Janeiro RJ – Brazilian Contemporary Art, na EAV/Parque Lage
1992 – Rio de Janeiro RJ – Coca-Cola 50 Anos com Arte, no MAM/RJ
1992 – Rio de Janeiro RJ – ECO Art, no MAM/RJ
1992 – Rio de Janeiro RJ e São Paulo SP – Coca-Cola 50 Anos com Arte, no MAM/RJ e no MAM/SP
1992 – Santo André SP – Litogravura: métodos e conceitos, no Paço Municipal
1992 – São Paulo SP – Anos 60/70: Coleção Gilberto Chateubriand – MAM/RJ, na Galeria de Arte do Sesi
1992 – São Paulo SP – Coca-Cola 50 Anos com Arte (1992 : São Paulo, SP) – Museu de Arte Moderna (Ibirapuera, São Paulo, SP)
1993 – Rio de Janeiro RJ – Arte Erótica, no MAM/RJ
1993 – Rio de Janeiro RJ – Brasil, 100 Anos de Arte Moderna, no Mnba
1993 – Rio de Janeiro RJ – Emblemas do Corpo: o nu na arte moderna brasileira, no CCBB
1993 – São Paulo SP – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateaubriand, na Galeria de Arte do Sesi
1994 – Penápolis SP – O Efêmero na Arte Brasileira: anos 60/70, na Itaugaleria
1994 – Rio de Janeiro RJ – O Desenho Moderno no Brasil: Coleção Gilberto Chateubriand, no MAM/RJ
1994 – Rio de Janeiro RJ – Trincheiras: arte e política no Brasil, no MAM/RJ
1994 – São Paulo SP – Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal
1994 – São Paulo SP – O Efêmero na Arte Brasileira: anos 60/70, no Itaú Cultural
1995 – Rio de Janeiro RJ – Libertinos/Libertários
1995 – Rio de Janeiro RJ – Limites da Pintura, no Conjunto Cultural da Caixa
1995 – Rio de Janeiro RJ – Opinião 65: 30 anos, no CCBB
1995 – São Paulo SP – O Brasil de Hoje no Espelho do Século XIX: artistas alemães e brasileiros refazem a Expedição Langsdorff, no Masp
1996 – Brasília DF – Coletiva, na Galeria Referência
1996 – Brasília DF – O Efêmero na Arte Brasileira: anos 60/70, na Itaugaleria
1996 – Goiânia GO – Coletiva, na Fundação Jaime Câmara
1996 – Niterói RJ – Arte Contemporânea Brasileira na Coleção João Sattamini, no MAC/Niterói
1996 – Palmas TO – Exposição Inaugural do Espaço Cultural de Palmas, no Espaço Cultural de Palmas
1996 – Rio de Janeiro RJ – Coletiva, na Galeria Tolouse
1996 – Rio de Janeiro RJ – O Brasil de Hoje no Espelho do Século XIX: artistas alemães e brasileiros refazem a Expedição Langsdorff, no Fundação Casa França-Brasil
1996 – Rio de Janeiro RJ – Petite Galerie 1954-1988, Uma Visão da Arte Brasileira, no Paço Imperial
1996 – São Paulo SP – Coletiva, na Galeria A Estufa
1997 – Porto Alegre RS – 1ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, na Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul
1997 – Porto Alegre RS – Vertente Cartográfica, na Usina do Gasômetro
1997 – Rio de Janeiro RJ – Petite Galerie 1954-1988: uma visão da arte brasileira, no Paço Imperial
1997 – Rio de Janeiro RJ – Uma Conversa com Rugendas, nos Museus Castro Maya
1997 – São Paulo SP – Arte Cidade: a cidade e suas histórias, na Estação da Luz, nas Indústrias Matarazzo e no Moinho Central
1997 – São Paulo SP – Arte Cidade: percurso
1997 – São Paulo SP – Bar des Arts: leilão nº 1, na Aldeia do Futuro
1997 – São Paulo SP – Galeria Brito Cimino Arte Contemporânea e Moderna
1998 – Niterói RJ – Espelho da Bienal, no MAC/Niterói
1998 – Rio de Janeiro RJ – Arte Brasileira no Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo: doações recentes 1996-1998, no CCBB
1998 – Rio de Janeiro RJ – Poéticas da Cor, no Centro Cultural Light
1998 – Rio de Janeiro RJ – Terra Incógnita, no CCBB
1998 – Rio de Janeiro RJ – Trinta Anos de 68, no CCBB
1998 – São Paulo SP – Fronteiras, no Itaú Cultural
1998 – São Paulo SP – O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM/RJ, no Masp
1999 – Curitiba PR – Coletiva, na Galeria Fraletti e Rubbo
1999 – Rio de Janeiro RJ – Cotidiano/Arte. Objeto Anos 60/90, no MAM/RJ
1999 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Rio Gravura: Coleção Armando Sampaio: gravura brasileira, no Centro de Artes Calouste Gulbenkian
1999 – Rio de Janeiro RJ – Mostra Rio Gravura: Gravura Moderna Brasileira: acervo Museu Nacional de Belas Artes, no MNBA
1999 – São Paulo SP – Cotidiano/Arte. O Consumo – Metamorfose do Consumo, no Itaú Cultural
1999 – São Paulo SP – Cotidiano/Arte. O Consumo – Beba Mona Lisa, no Itaú Cultural
1999 – São Paulo SP – Litografia: fidelidade e memória, no Espaço de Artes Unicid
1999 – São Paulo SP – Cotidiano/Arte. O Objeto – Anos 60/90, no Itaú Cultural
2000 – Brasília DF – Exposição Brasil Europa: encontros no século XX, no Conjunto Cultural da Caixa
2000 – Lisboa (Portugal) – Século 20: arte do Brasil, na Fundação Calouste Gulbenkian. Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
2000 – Niterói RJ – Pinturas na Coleção João Sattamini, no MAC/Niterói
2000 – Rio de Janeiro RJ – Antonio Dias, Carlos Vergara, Roberto Magalhães, Rubens Gerchman, na GB Arte
2000 – Rio de Janeiro RJ – Situações: arte brasileira anos 70, na Fundação Casa França-Brasil
2000 – São Paulo SP – Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento, na Fundação Bienal
2001 – Belo Horizonte MG – Do Corpo à Terra: um marco radical na arte brasileira, no Itaú Cultural
2001 – Goiânia GO – 1º Salão Nacional de Arte de Goiás, no Flamboyant Shopping Center
2001 – Rio de Janeiro RJ – A Imagem do Som de Antônio Carlos Jobim, no Paço Imperial
2001 – São Paulo SP – Anos 70: Trajetórias, no Itaú Cultural
2002 – Niterói RJ – Coleção Sattamini: modernos e contemporâneos, no MAC/Niterói
2002 – Niterói RJ – Diálogo, Antagonismo e Replicação na Coleção Sattamini, no MAC/Niterói
2002 – Passo Fundo RS – Gravuras: Coleção Paulo Dalacorte, no Museu de Artes Visuais Ruth Schneider
2002 – Porto Alegre RS – Gravuras: Coleção Paulo Dalacorte, no Museu do Trabalho
2002 – Rio de Janeiro RJ – Artefoto, no CCBB
2002 – Rio de Janeiro RJ – Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
2002 – Rio de Janeiro RJ – Caminhos do Contemporâneo 1952-2002, no Paço Imperial
2002 – Rio de Janeiro RJ – Identidades: o retrato brasileiro na Coleção Gilberto Chateaubriand, no MAM/RJ
2002 – São Paulo SP – 4º Artecidadezonaleste, no Sesc/Belenzinho
2002 – São Paulo SP – Mapa do Agora: arte brasileira recente na Coleção João Sattamini do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no Instituto Tomie Ohtake
2002 – São Paulo SP – Portão 2, na Galeria Nara Roesler
2003 – Brasília DF – Artefoto, no CCBB
2003 – Rio de Janeiro RJ – Autonomia do Desenho, no MAM/RJ
2003 – Rio de Janeiro RJ – Bandeiras do Brasil, no Museu da República
2003 – Rio de Janeiro RJ – Projeto em Preto e Branco, na Silvia Cintra Galeria de Arte
2003 – São Paulo SP – A Subversão dos Meios, no Itaú Cultural
2003 – São Paulo SP – Arte e Sociedade: uma relação polêmica, no Itaú Cultural
2003 – Vila Velha ES – O Sal da Terra, no Museu Vale do Rio Doce
2004 – Rio de Janeiro RJ – 30 Artistas, no Mercedes Viegas Escritório de Arte
2004 – São Paulo SP – Arte Contemporânea no Ateliê de Iberê Camargo, no Centro Universitário Maria Antonia
2004 – São Paulo SP – O Preço da Sedução: do espartilho ao silicone, no Itaú Cultural

anterior proximo

Pin It on Pinterest

Share This